ptnlenfrdees
nDm 12 | 28.abr.2022

nDm 12 | 28.abr.2022


A 12ª edição da newDATAmagazine foi publicada no dia 28 de abril de 2022 > LER A REVISTA

 

MENSAGEM DO DIRETOR

A nossa (pequena, mas tão importante) Guerra! Cuidemos de nós!

 A palavra “Guerra” anda, por estes tempos, bastante presente no nosso dia-a-dia, muito devido à invasão da Ucrânia por parte da Rússia. Apesar deste conflito ser o mais próximo das nossas fronteiras, são múltiplas as quezílias que ocorrem neste nosso planeta, que nunca conheceu um verdadeiro tempo de paz global (a título de curiosidade e, de acordo com o “The Armed Conflict Location & Event Data Project, entre 11 de Março e 08 de Abril deste ano, existiram mais de 8000 eventos bélicos, que registaram cerca de 12250 fatalidades).

Contudo, no contexto da guerra não cabem só conflitos bélicos, confrontos entre nações, disputas territoriais, mas múltiplas outras disputas mais ou menos faladas. Uma das que maior relevo tem tido nos últimos tempos prende-se com um tipo de guerra que não é travado nos campos de batalha, não conhece mar ou ar, nem um face-a-face entre exércitos organizados, trata-se, sim, de uma batalha que acontece todos os dias dentro de cada um de nós, dentro das nossas cabeças e que se pode tornar verdadeiramente dizimadora da nossa identidade e do nosso ser.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a saúde mental “é um estado de bem-estar em que cada indivíduo realiza o seu próprio potencial, consegue lidar com os desafios normais da vida, consegue trabalhar de forma produtiva e frutífera e é capaz de contribuir para a sua comunidade”.

Esse bem-estar mental positivo considera a capacidade que temos para fazer crescer o nosso potencial, a capacidade que demonstramos para aumentar a nossa produtividade e criatividade, a habilidade para construir relações fortes e positivas entre todos aqueles que nos rodeiam e para assumir um contributo marcante em prol da comunidade. São demonstrativos desse bem-estar ou desse estar-bem, a satisfação, o otimismo, a autoestima e a capacidade de conseguirmos dar um significado à vida (independentemente da relação que estabeleça com qualquer das inúmeras facetas que compõem a nossa vida).

Ao nível das empresas, este é um tema que, cada vez mais, ocupa um papel de destaque, uma vez que passou a ser considerado como um problema organizacional. Tal preocupação advém do facto de ser reconhecido que, infelizmente (ou felizmente), nem tudo depende do indivíduo, mas também de um conjunto de fatores originados no próprio local de trabalho e que podem ser minorados por decisões de gestão.

Com impactos organizacionais percetíveis no aumento de absentismo e na redução da produtividade; com o aumento dos acidentes de trabalho e com um maior turnover dos funcionários, as empresas procuram transformar os locais de trabalho em espaços onde todos os propósitos de uma empresa (o maior deles, a criação de valor) coexistem com um espírito de lazer, divertimento, tranquilidade e paz.

Mas este trabalho não deve somente ser feito pelas entidades patronais, deve ser, também e sobretudo, levado a cabo por cada um de nós, estando constantemente alerta para os sinais, ouvindo o nosso corpo e mente, não permitindo que cheguemos a um estado de exaustão tal que afete o nosso desempenho no trabalho e na nossa vida em geral. Cuidemos de nós!

Ângelo Pereira

LER ESTE ARTIGO NA REVISTA ONLINE

Diretor

Ângelo Pereira
Ângelo Pereira

Data Publicação

28 abril 2022

Tags

Publicadas

logo rodape

Seja bem vindo(a) ao website da newDATAmagazine©!

Aqui concentramos toda a informação pertinente sobre a vida da nossa revista e damos visibilidade a todos os que connosco colaboram: Parceiros, Autores, Revisores, Anunciantes e Leitores.

Boas leituras!

Próxima Edição

newDATAmagazine® N.º21

Contacto

gestao @ newdatamagazine.com

(+351) 929.251.279

 (Chamada para rede móvel nacional)

  Projeto

  FAQ's

  Gestão e propriedade

  Produção

  Política de Privacidade