ptnlenfrdees
newDATAmagazine 09 - Editorial

Em 2022, queremos LÍDERES-FORMIGA!

Editorial newDATAmagazine N.º09

 

Em 2022, queremos LÍDERES-FORMIGA!

A informação tornou-se volátil, a verdade de hoje poderá ser um grande engano amanhã e aquilo que pensamos ser real pode desmaterializar-se em segundos. Isto faz da liderança uma atividade (quase) radical, em que “falhar é inevitável”. Resta-nos tentar perceber quando vai acontecer, como vai acontecer, que estragos serão causados às vidas das pessoas e se é possível repará-los. Para sobreviver a esta “espécie de gestão de crise permanente”, precisamos de líderes-formiga!

Neste ambiente caótico, existem, mesmo assim, contextos mais controlados e áreas de atividade onde o risco é razoavelmente previsível e que não exigem tanto dos seus líderes. Felizmente!

Proliferam na internet cursos para “líderes instantâneos” que vendem, aos menos atentos, a ideia de que qualquer um o pode ser, e isto é um engano! Existe aqui alguma irresponsabilidade na promessa de resultados rápidos para gerar vendas, fenómeno que, de resto, atravessa diametralmente toda a economia moderna. Vendem-se atitudes de “líder super-positivo”, “líder hiper-motivador”, “líder melhor-amigo-dos-colaboradores”, entre outras, que, por serem exageradas, geram atitudes tóxicas, desequilibradas, que causam mais mal que bem às empresas, às equipas, e às pessoas individualmente.

Em tudo na vida, há coisas boas, outras assim-assim e outras más. Agir como se tudo fosse sempre “maravilhoso” é o primeiro passo para perder os membros mais competentes da equipa, que compreendem o fenómeno da liderança ou que são igualmente líderes.

Será este o tipo de líderes de que necessitamos em 2022? É óbvio que não!

O que necessitamos é de líderes-formiga!

  • Têm formação, alguma apetência natural, muita experiência, um grau de organização e responsabilidade elevadíssimos e, por isso, um respeito muito grande e genuíno pelas pessoas!
  • Compreendem que liderar é, muitas vezes, um exercício solitário e assumem a responsabilidade de tomar uma decisão menos boa, quando não há boas decisões.
  • Incentivam e são solidários com a equipa, quando o resultado não é bom.
  • Conhecem as consequências do trabalho que desenvolvem, por isso, não pedem nada à equipa que não estejam eles mesmos dispostos a fazer, dando o exemplo e dizendo “venham”, em vez de: “vão”!
  • Abraçam desafios e correm riscos, mas mantêm a equipa informada a todo o momento, com transparência.
  • Têm apenas uma palavra e, por isso, são pessoas de confiança.

Os líderes-formiga têm um pé no respeito e o outro na responsabilidade, um pé na solidariedade e o outro no exemplo, um pé na transparência e o outro na confiança!

Sim, são 6 pés… por isso são formigas! Já agora, dê uma olhadela a este vídeo. Vale a pena!

2022 01 27 editorial09 02

Horácio Lopes | Editor

LER ESTE ARTIGO NA REVISTA ONLINE

 

 

In 2022 we want ANT LEADERS!

Being a leader is a much sought-after skill but an increasing challenge!

Information has become volatile, the truth today can be a big mistake tomorrow, and what we think is real can dematerialize in seconds. This makes leadership an (almost) radical activity, where "failure is inevitable"; we are left trying to figure out when it will happen, how it will happen, what damage will be done to people's lives, and if it is possible to repair it. To survive this "kind of permanent crisis management," we need ant leaders!

In this chaotic environment, there are nevertheless more controlled contexts and areas of activity where the risk is reasonably predictable that do not demand so much from their leaders; fortunately!

Courses for "instant leaders" proliferate on the Internet, selling to the less attentive the idea that anyone can be one, which is a mistake! There is some irresponsibility here in the promise of quick results to generate sales, a diametrical phenomenon across the modern economy. Attitudes of "super-positive leader," "hyper- motivator leader," "best-friend-of-the-workers leader," among others, are sold, which, being exaggerated, generate toxic, unbalanced attitudes that cause more harm than good to companies, teams, and individuals.

In everything in life, there are good things, some so-so and some bad; acting as if everything is always "wonderful" is the first step to losing the most competent members of the team, who understand the phenomenon of leadership or are also the most qualified.

Is this the kind of leader we need in 2022? Obviously not!

What we need are ant leaders!

  • They have the needed training, some natural aptitude, a lot of experience, a very high degree of organization and responsibility, and therefore tremendous and genuine respect for people!
  • They understand that leading is often a lonely exercise, and they take the responsibility to make a less good decision when there are no good decisions.
  • They encourage and are solidary with the team when the result is not good;
  • They know the consequences of their work; so, they don't ask anything from the team that they are unwilling to do, setting an example and saying "come" instead of "go"!
  • They embrace challenges and take risks but keep the team informed at all times with transparency.
  • They have only one word, and for that, they are trustworthy

Ant-leaders have one foot in respect and one foot in responsibility, one foot in solidarity and one foot in example, one foot in transparency and one foot in trust!

Yes, that's 6 feet... that’s why they are ants! By the way, take a look at this video. It's worth it!

2022 01 27 editorial09 02

Horácio Lopes | Editor

READ THIS ARTICLE IN THE ONLINE MAGAZINE

logo rodape

Seja bem vindo(a) ao website da newDATAmagazine©!

Aqui concentramos toda a informação pertinente sobre a vida da nossa revista e damos visibilidade a todos os que connosco colaboram: Parceiros, Autores, Revisores, Anunciantes e Leitores.

Boas leituras!

Próxima Edição

newDATAmagazine® N.º21

Contacto

gestao @ newdatamagazine.com

(+351) 929.251.279

 (Chamada para rede móvel nacional)

  Projeto

  FAQ's

  Gestão e propriedade

  Produção

  Política de Privacidade